(21) 3182 8282 Whatsapp Horários
CONTEÚDO CREB SOBRE SAÚDE

Artrose: 80% da população mundial com mais de 65 anos são acometidos pela doença

 

Uma das principais doenças reumáticas, a artrose apresenta números absolutos, que indicam bem sua extensão. Nada menos do que 80% da população mundial com mais de 65 anos são acometidos pela doença, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). O Bra...

Uma das principais doenças reumáticas, a artrose apresenta números absolutos, que indicam bem sua extensão. Nada menos do que 80% da população mundial com mais de 65 anos são acometidos pela doença, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). O Brasil é o segundo colocado no ranking de pessoas afetadas, perdendo apenas para os Estados Unidos. De acordo com uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), em 2015 teríamos 12,3 milhões de brasileiros acometidos pela doença, um aumento de 23% em um período de três anos. Mas o Ministério da Saúde registrou, naquele ano, 15 milhões de pessoas com artrose.

“A artrose é caracterizada pelo desgaste ou lesão da cartilagem que reveste as articulações do nosso corpo. Onde há encontro de dois ossos em nosso corpo, e esses ossos têm movimento entre si, há articulação. Esse movimento tem que acontecer sem atritos e, por isso, s articulações são revestidas por um tecido rico em colágeno, chamado cartilagem. Isso nos garante um mínimo de atrito, promovendo o menor desgaste das superfícies que articulam. A artrose é justamente o desgaste dessa cartilagem”, explica o ortopedista Clovis Munhoz, do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – e professor de ortopedia da UFRJ.

Engana-se, porém, que pensa que trata-se de uma doença que acomete apenas a terceira idade. Os primeiros sinais da artrose podem aparecer a partir dos 30 anos, sendo mais comum a partir dos 40 anos. As mulheres são 5% mais acometidas que os homens. “As principais causas da artrose são a degeneração pelo uso com a chegada à terceira idade, aumento do impacto ao longo da vida, como excesso de peso, traumas diretos ou doenças que agridem a cartilagem. As articulações dos membros inferiores, colunas e mãos são as partes mais afetadas, e o principal sintoma é a dor e limitação do movimento. Há casos em que simples tarefas como escovar os dentes ou fechar os botões de uma camisa se tornam um suplício para o paciente”, esclarece o Dr. Clovis.

O tratamento é medicamentoso, além de protocolos que incluem fisioterapia, hidroterapia, pilates terapêutico e acupuntura, entre outros. “Temos, no CREB, um tratamento chamado viscossuplementação. São infiltração intra-articular de ácido hialurônico. O tratamento é feito em consultório, por médico especialista, com 3 a 5 aplicações. Essas injeções trazem alívio para a dor e melhora da função e não se trata de um corticóide, antiinflamatório que tem vários efeitos colaterais. Temos tido excelentes resultados no CREB, sem necessidade de cirurgia”, finaliza ele.


Quer receber novidades?


COVID-FREE
O CREB se dedica diariamente a atender seus clientes com toda a atenção e carinho, venha e comprove ❤