(21) 3182 8282 Whatsapp Horários
CONTEÚDO CREB SOBRE SAÚDE

Dores musculoesqueléticas afetam 90% da população

 

Lombalgia, tendinite, tendinose e fraturas por estresse são dores musculoesqueléticas tão comuns que afetam em torno de 90% da população e levam a 30% das faltas no trabalho, segundo dados do Centro de Dor e Neurocirurgia Funcional do Hospital 9 de Julho, de São Paulo. A maioria destas pessoas não sabe como essas dores se manifestam, suas consequências e as formas de tratamento e prevenção. As causas podem ser inúmeras e ao menor sinal de dor o paciente deve procurar a ajuda de um médico, para uma avaliação, em busca do tratamento adequado.

“As dores musculoesqueléticas são originadas por distúrbios musculoesqueléticos e se apresentam de forma crônica ou aguda em ossos, articulações, músculos ou estruturas circunjacentes (que estão próximas). Seus principais sintomas são dor ou dor disseminada e persistente, irritação neural periférica, fraqueza, movimento limitado e rigidez. Os sintomas são progressivos, com maior lesão de tecidos e inflamação, além do aumento dos pontos sensíveis. A dor é exacerbada pelo estresse pessoal ou relacionada ao trabalho”, explica o ortopedista do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo –  e diretor-médico do Vasco da Gama, Clovis Munhoz. Segundo ele, essas dores são geralmente decorrentes de uma predisposição genética, por consequência de esforço repetitivo ou desordens relacionadas ao trabalho, que acabam por lesionar essas estruturas de movimento.

O médico do CREB sugere que ao menor sinal de dores sistemáticas a pessoa procure por um especialista. “Dores musculoesqueléticas afetam a qualidade de vida, comprometem o movimento e levam à dor. Em casos crônicos, podem levar até a aposentadoria por invalidez”.  Cada caso deve ser tratado individualmente mas, genericamente, pode se falar que o tratamento utiliza imobilização inicial, fisioterapia e anti-inflamatórios. “A utilização da hidroterapia, em piscinas especiais e adequadas, como temos no CREB, além da acupuntura, também podem auxiliar muito em determinados tratamentos” acrescenta ele, lembrando que o melhor caminho é sempre o da prevenção:

– As pessoas precisam buscar a prática de atividades físicas regulares prazerosas. Andar, pedalar, nadar ou praticar um determinado esporte deve ser primordial. A correção da postura também é fundamental. Sempre aconselhamos que a pessoa faça um check-up médico, o que certamente poderá evitar muitos problemas futuros – finaliza ele.


Quer receber novidades?


COVID-FREE
O CREB se dedica diariamente a atender seus clientes com toda a atenção e carinho, venha e comprove ❤