(21) 3182 8282 Whatsapp Horários
CONTEÚDO CREB SOBRE SAÚDE

Escoliose e pronação dolorosa levam cada vez mais crianças ao ortopedista

 

Qual pai não brincou com seus filhos, ao menos uma vez, de rodar a criança segurando-a pelas mãos ou antebraço? As crianças adoram essa brincadeira, mas a verdade é que trata-se de uma atividade extremamente perigosa, que pode acabar mal: uma luxação...

Qual pai não brincou com seus filhos, ao menos uma vez, de rodar a criança segurando-a pelas mãos ou antebraço? As crianças adoram essa brincadeira, mas a verdade é que trata-se de uma atividade extremamente perigosa, que pode acabar mal: uma luxação ligamentar no cotovelo, que provoca dores e pode até fazer com que a criança não movimente provisoriamente o braço.

É comum receber em seu consultório crianças com pronação dolorosa

De acordo com a ortopedista pediátrica do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo -, Dra. Flávia Junqueira, é muito comum receber em seu consultório crianças com pronação dolorosa, fruto dessa brincadeira tão comum e antiga.

– Esse movimento é muito perigoso, e pode provocar uma pronação dolorosa. Trata-se de um pequeno deslocamento da cabeça do rádio em relação ao ligamento anular no cotovelo. A criança sente dor e é preciso ir ao ortopedista para que ele faça uma redução. É um procedimento simples, mas que deve ser feito por pessoas treinadas – afirma a médica.

A Dra. Flávia diz que os consultórios de ortopedistas pediátricos recebem um número cada vez maior de crianças com escoliose, um desvio da coluna. Vícios de postura e a pesada mochila escolar agravam esse quadro.

– A mochila só pode pesar até 10% do peso da criança, jamais mais que isso. Não é difícil notar que a criança está com algum problema de postura. Um simples teste pode ser revelador. Basta colocar a criança em pé, de forma ereta, e medir a altura de cada um dos ombros para ver se há algum desnível. Outro teste simples e pedir para a criança levar o tronco para frente, com os braços soltos, e visualizar se assim foi formada alguma deformidade nas costas. Um especialista deve ser consultado ao menor sinal de dor constante, e caso esses simples testes indiquem vícios de postura. No consultório, podemos fazer uma avaliação completa e assim prevenir possíveis problemas futuros – afirma a Dra. Flávia.


Quer receber novidades?


COVID-FREE
O CREB se dedica diariamente a atender seus clientes com toda a atenção e carinho, venha e comprove ❤