(21) 3182 8282 Whatsapp Agende online
CONTEÚDO CREB SOBRE SAÚDENovidades

CREB apoia a orientação da hidroxicloroquina ser comercializada somente por meio de receita controlada

Os remédios utilizados em tratamentos para malária e doenças reumatológicas não estão sendo mais encontrados nas farmácias desde que estudos científicos apontam que as drogas cloroquina e hidroxicloroquina – contidas nestes medicamentos – apresentam resultados promissores contra o novo coronavírus. Para evitar o desabastecimento, a Anvisa enquadrou as duas drogas como medicamentos de controle especial. Ou seja, é preciso ter receita para comprá-los.

O CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – está aberto para emergências reumatológicas e ortopédicas. Os pacientes do CREB podem procurar a clínica para obter suas receitas médicas, sem a necessidade de ir a um hospital, desafogando-o.

Veja matéria do Jornal O Globo

  • Estes remédios são utilizados principalmente por pacientes reumatológicos com lúpus, em sua maioria mulheres e jovens que podem ter problemas nos rins, pele e articulações A suspensão de uso pode ser fatal. Com a falta do remédio, a doença pode voltar e entrar em atividade – afirma o reumatologista e fisiatra Haim Maleh, do CREB, e reumatologista da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

O CREB mantém horário especial de funcionamento, de segunda à sexta-feira, das 8h às 19h, para consultas de emergências reumatológicas e ortopédicas.

Reumatologista do CREB explica o perigo do “desafio da rasteira”, brincadeira que está sendo realizada nas escolas em todo país

Uma brincadeira de extremo mau gosto, conhecida como “desafio da rasteira” ou “quebra-crânio”, tem circulado pelas redes sociais e causado problemas sérios nas escolas, preocupando professores e pais. Na brincadeira, duas pessoas solicitam que uma terceira pessoa dê um pulo e quando esta está no ar, recebe um pontapé. O youtuber Robson Calabianqui, com mais de dois milhões de seguidores, postou um vídeo no YouTube, que viralizou, espalhando ainda mais a brincadeira.

A brincadeira pode render algumas risadas, mas é extremamente perigosa, alerta o reumatologista e fisiatra do Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo (CREB), Haim Maleh, também reumatologista da Universidade Federal do Rio de janeiro (UFRJ). Segundo ele, a brincadeira pode acabar com uma luxação ou mesmo um traumatismo craniano na vítima do pontapé.

— O menor risco seria quebrar alguma região do corpo, o que poderia ser tratado de maneira mais conservadora, com a imobilização, ou até realizando uma cirurgia. Também há a possibilidade de a vítima sofrer uma luxação, que é quando a articulação sai do lugar — disse o médico do CREB, em entrevista ao jornal O Globo.

A brincadeira pode causar problemas ainda mais graves:


— Outras consequências são lesões na coluna, o que pode deixar alguém paraplégico, tetraplégico ou até causar algum problema neurológico. Por último, o mais grave seria um traumatismo craniano. A criança pode sofrer um derrame, entrar em coma e morrer — alertou ele.

Vítima de uma brincadeira semelhante, a chamada “roleta humana”, uma aluna de uma escola municipal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, faleceu em novembro do ano passado. Após sofrer uma queda depois de ser levantada pelos braços de dois colegas, forçando uma cambalhota, Emanuela Medeiros, de 16 anos, morreu por conta da brincadeira. Muitas escolas estão orientando seus alunos a não promoverem, em hipótese alguma, a brincadeira. Os pais também estão sendo alertados, para orientar seus filhos a não aceitarem o desafio.

  • A brincadeira pode ser fatal – resume o Dr. Haim.

Reumatologista do CREB participa de programa de TV e fala sobre Síndrome de Sjögren

A reumatologista Ísis Dutra, do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – foi convidada para dar uma entrevista sobre Síndrome de Sjögren ao programa “Celeste Maria Recebe”. O programa foi ao ar em 22 de janeiro, no canal 17 da NET, no canal NGT e nos canais 28 da Sky e Oi TV.

No programa, a Dra. Ísis esclareceu todos os pontos da doença e tirou as dúvidas dos telespectadores. “A síndrome de Sjögren é um tipo de reumatismo imunomediado, onde ocorre o acometimento de glândulas exócrinas, por inflamação provocada por um autoanticorpo, sendo o mais implicado o anti-Ro.

Sintomas e tratamento da Síndrome de Sjögren

Os sintomas mais comuns são olho seco, boca seca, dores articulares e fadiga, mas outras manifestações podem ocorrer uma vez que trata se de uma doença sistêmica. O diagnóstico geralmente é realizado por meio da avaliação oftalmológica (quantidade e qualidade da lágrima), avaliação da secreção salivar e funcionalidade das glândulas para secreção de saliva e exames laboratoriais com pesquisa de autoanticorpos, principalmente o anti-Ro (mais específico). Caso tais avaliações não consigam preencher critérios para diagnóstico, será necessária a biópsia de glândulas salivares.

O tratamento depende de cada caso, mas em linhas gerais é baseado em uso de sintomáticos como lágrimas e salivas artificiais, além imunomoduladores como antimaláricos, hidroxicloriquina, podendo ser necessário dependendo do acometimento sistêmico o uso de imunossupressores e anticorpos monoclonais. Na suspeição de tal doença, o paciente deve procurará atendimento médico, preferencialmente um reumatologista, para ser avaliado quanto a necessidade de acompanhamento e tratamento”, explicou a médica do CREB.

O link da entrevista é https://youtu.be/ujio1f53aBY

Beach Boxe, benefícios e contraindicações

Entrevista do ortopedista Bruno Vargas, do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – para a rádio da Universidade Veiga de Almeida, sobre os benefícios e contraindicações do beach boxe – o boxe adaptado para a praia.

Quer receber novidades?

O CREB se dedica diariamente a atender seus clientes com toda a atenção e carinho, venha e comprove ❤