CONTEÚDO CREB SOBRE SAÚDENovidades

Beach Boxe, benefícios e contraindicações

Entrevista do ortopedista Bruno Vargas, do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – para a rádio da Universidade Veiga de Almeida, sobre os benefícios e contraindicações do beach boxe – o boxe adaptado para a praia.

Praticar atividade física na infância e adolescência traz aumento de resistência dos ossos

A atividade física regular na infância e na adolescência aumenta o tamanho da cortical óssea e sua resistência. Quem afirma é o Dr. Bernardo Stolnicki, ortopedista do CREB – Centro de Reumatologia e ortopedia Botafogo, e coordenador PREVREFRAT (Programa de Prevenção a Refraturas) da clínica.

  • O envelhecimento traz um inevitável desgaste na estrutura óssea, levando a uma diminuição de sua resistência, tornando-a mais suscetível às fraturas. O objetivo primordial é evitar as fraturas. Indivíduos que tem uma atividade física regular, apresentam melhor equilíbrio, mais força muscular e menor propensão a quedas.

Segundo ele, pessoas que tiveram fraturas por osteopenia ou osteoporose, tem maior possibilidade de refraturar.

  • Há tratamento e formas de evitar a nova fratura. Além destes benefícios, a manutenção da adequada atividade física durante a vida demonstrou ser benéfica na resistência óssea – finaliza o médico do CREB.

Obesos e inativos devem se consultar com um médico antes de iniciar atividade física

Atividade física regular é essencial para a nossa saúde. Para todos, indistintamente, independente de sexo e idade. Mas quem tem sobrepeso deve ficar atento porque a obesidade é uma porta aberta para inúmeras doenças. Nesse caso, o exercício físico é imprescindível.

“Uma atividade física pode aumentar o impacto do peso do corpo de três a cinco vezes. É uma carga muito grande, com grandes chances de lesão, como ruptura do tendão, ligamentos e contraturas musculares, entre outros. É preciso, antes de tudo, avaliar essa pessoa. E orientá-la para evitar problemas”, afirma o ortopedista do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – e médico do time profissional do Flamengo, Dr. João Marcelo.

Segundo ele, a atividade física é benéfica para as articulações em geral, para a saúde cardiovascular, para controlar a diabetes e até mesmo contra a depressão. A pessoa obesa precisa consultar um médico para ser corretamente orientado no sentido de não transformar o exercício físico em um problema. “Não é só o obeso, mas também quem está inativo deve saber como começar a sua atividade física. Não basta calçar o tênis e sair correndo por aí. Isso é um erro. O que deve ser uma solução pode virar um problema, por meio de contusões que podem ser sérias – finaliza o Dr. João Marcelo.

Quais são as possíveis causas de lesões do ligamento cruzado anterior?

A lesão de Ligamento Cruzado Anterior (LCA) é uma das mais sérias lesões em ligamentos de joelho. É muito comum acontecer com jogadores profissionais de futebol. Mas acontecem comumente em esportes como jiu-jitsu, vôlei e tênis. É preciso ter cuidado, também na realização de atividades esportivas em terrenos irregulares, o que pode contribuir para o surgimento da lesão.

“O Ligamento Cruzado Anterior é a principal contenção contra a translação anterior da tíbia em relação ao fêmur, e fornece 85% da força de contenção ligamentar contra o deslocamento anterior na flexão de 30º e de 90º. “Devido a sua localização na cavidade intercondilar do fêmur, se houver um estresse em valgo no joelho flexionado o LCA se torna uma contenção contra a rotação externa da tíbia”,explica o ortopedista o Dr. Clovis Munhoz, do CREB –Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – e professor de ortopedia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

O ortopedista diz que essa lesão é mais comum a partir de traumas torcionais do joelho. “As estatísticas mostram que mulheres tem um risco até dez vezes maior de desenvolver lesões que o homem por questões hormonais relacionadas ao hormônio chamado estrogênio. E alterações biomecânicas, como conhecido valgo dinâmico que pode ter diversas causas desde limitação de mobilidade do tornozelo até ativação do glúteo médio, aumentam risco de lesão”, revela, pontuando que o tratamento deve ser acompanhado da avaliação muscular isocinética computadorizada, um moderno exame que avalia a força desenvolvida por grupos musculares específicos em todos os segmentos do corpo, podendo identificar os de baixo desempenho, disponível no CREB.

Caminhar regularmente combate dores e está ao alcance de quase todo mundo

Praticar exercícios regularmente é fundamental para a nossa saúde e condição básica para alcançarmos uma boa qualidade de vida. Se exercitar traz inúmeros benefícios, entre os quais combate a dores musculares e nos ossos e reforço da coluna. Mas qual exercício é indicado para você? A verdade é que é preciso ter prazer com a atividade realizada, seja ela futebol, natação, academia de ginástica ou luta marcial.

Para quem não gosta de esportes em geral, a melhor opção é a caminhada. Trata-se de uma atividade física de baixo impacto, que pode ser adotada por quase todo mundo, inclusive pessoas da terceira idade.

  • Existem mais de 300 doenças que atacam os ossos e os músculos, como a fibromialgia, a osteoporose, a lombalgia, a artrose e tantas outras. Caminhar é uma atividade simples, que todos têm acesso, independente de investimentos, como mensalidades, e oferece condicionamento físico. Nas primeiras sessões, a intensidade das dores já diminui – observa Clovis Munhoz, ortopedista do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – e professor de ortopedia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

O médico do CREB recomenda que antes de iniciar a atividade física, a pessoa procure um médico para uma avaliação clínica.

  • A caminhada é excelente. É um exercício aeróbico que pode ser realizado com intensidade moderada no início, para aqueles que estão fora de forma. Com o tempo, os exercícios podem ser intensificados. Quanto mais se pratica, mais se avança. A caminhada aumenta os níveis plasmáticos de endorfinas. Assim, a percepção da dor diminui. Já o alongamento e o relaxamento da musculatura aliviam a tensão no local e a dor desaparece. Isso sem falar que se movimentar ajuda a fortalecer os músculos para que trabalhem melhor na sustentação dos ossos. E os movimentos, por sua vez, melhoraram o funcionamento das articulações e aumentam a lubrificação nas cartilagens, aliviando dores nos ossos – garante ele.

Quer receber novidades?

O CREB se dedica diariamente a atender seus clientes com toda a atenção e carinho, venha e comprove ❤