(21) 3182 8282 Whatsapp Agende online
CONTEÚDO CREB SOBRE SAÚDENovidades

TOC, o grande reforço de todos os atletas nos Jogos Olímpicos de Beijing

Beijing 2008Atletas do mundo inteiro ganharão um grande reforço para as Olimpíadas de Beijing, que acontecerão de 8 a 24 de agosto deste ano, na China. O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos acaba de anunciar que disponibilizará, para todos os atletas, de todas as modalidades, o que há de mais novo e moderno no tratamento das dores do sistema músculo esquelético: a Terapia por Ondas de Choque – TOC – um método praticamente indolor e não invasivo, através de ondas acústicas, que vem sendo utilizado com sucesso em substituição a vários tipos de cirurgia e cuja eficácia já alcança a impressionante marca de 70 a 85% de bons resultados em pacientes que não obtiveram melhoria com outros tratamentos.

O tratamento da TOC é feito em consultório médico, por médico capacitado, geralmente em três sessões. Os efeitos das ondas acústicas – aplicadas apenas na área indicada – causam o aumento da pressão local, com a ruptura da calcificação e sua posterior reabsorção e por liberação de substâncias que agem na inflamação. E resolvem o processo aliviando a dor e a incapacidade funcional, que geralmente acontece nestes casos. A TOC é hoje o que há de mais moderno no combate a tendinite de ombro, quadril, cotovelo e joelho, bursites, fascite plantar e esporão de calcâneo, tendo inclusive aprovação da exigente agência norte-americana FDA – Food Drug Administration.

O Comitê Organizador das Olimpíadas anunciou que disponibilizará a TOC na policlínica de Beijing, durante toda a competição. A utilização da TOC já é muito comum nos EUA e na Europa e começa a ser oferecido no Brasil, entusiasmando os médicos pelos excelentes resultados alcançados. O CREBCentro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – é uma das clínicas pioneiras na aplicação da TOC no Rio de Janeiro.

Para mais informações sobre a TOC, ligue para o CREB – (21) 3182-8282. Teremos o prazer em lhe atender.

CREB apóia lutador Rodrigo Artilheiro, penta-campeão brasileiro de luta greco-romana

Rodrigo Artilheiro é apoiado pelo CREBPenta-campeão brasileiro na categoria peso-pesado de luta greco-romana, de 2003 a 2007, semi-finalista  nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, e dono de inúmeros títulos no judô, o atleta Rodrigo Artilheiro prepara-se para a maior luta de sua vida. Ele está na Bulgária, participando de competições e de treinamentos em busca de vitórias e índices que o levem para os tatames de judô das Olimpíadas de Beijing, na China.

Para isso, Artilheiro conta com o CREBCentro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – que está apoiando o atleta. Além de ser assistido pela equipe médica da clínica, o lutador recebe apoio para a sua preparação rumo às Olimpíadas. “Rodrigo Artilheiro é nosso paciente e, agora, tem o nosso apoio. O CREB acredita muito neste atleta e está ao seu lado na sua luta pelos índices que o levem para os Jogos Olímpicos de Beijing. Esporte tem tudo a ver com qualidade de vida e é essa mensagem que queremos passar”, explica o Diretor Administrativo da clínica, Bruno Libman.

Rodrigo Artilheiro é carioca, tem 29 anos, 1,90 m, pesa 118 quilos e além de greco-romana, também luta judô, onde coleciona vários títulos em sua categoria, peso-pesado: é penta-campeão estadual e vice-campeão regional paulista, além de medalhas em campeonatos espalhados por todo o país e até no exterior. Artilheiro também participa de campeonatos de vale-tudo e mantém uma academia de judô, em Botafogo, na zona sul do Rio de Janeiro, onde recebe crianças carentes. “Ele tem um trabalho social muito importante, de inclusão social de crianças através do judô. Nos sentimos muito orgulhosos de participar deste projeto”, finaliza Bruno Libman.

É preciso estar pronto para praticar atividade física

Praticar atividade física, um bem à saúdeO Brasil está mais obeso. Esta é a principal constatação do “Mapa da Saúde do Brasileiro”, uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde, com base em 54 mil entrevistas, que apontou um crescimento nos índices de pessoas com excesso de peso: em 2006, 11,4% dos entrevistados tinham índice de massa corporal (IMC) acima ou igual a 30 (obesidade), enquanto em 2007 esse percentual subiu para 12,9%. Por outro lado, a pesquisa revelou que os hábitos alimentares estão mais saudáveis. O índice de pessoas que comem carne com excesso de gordura caiu de 39,2% para 32,8%.  E o índice de pessoas que praticam atividades físicas subiu, de 14,9% para 15,5%. Quase um terço da população, 29% segundo a pesquisa, entretanto, nenhuma atividade física pratica.

– A atividade física é fundamental para todos, não só para aqueles que têm alto índice de massa corporal. Ela é benéfica para as articulações em geral, para a saúde cardiovascular, para o controle da diabetes e até contra a depressão. Eu diria que realizar atividades físicas é fundamental para a saúde da pessoa – alerta o Médico Ortopedista do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – e membro da Sociedade Brasileira de Medicina Esportiva, Dr. Rodrigo Kaz.

Segundo o Dr. Rodrigo Kaz, o exercício físico deve ser regular. Mas aqueles que estão sedentários – e principalmente os com aumento de peso – devem ter cuidado na hora de ir ou voltar para uma academia, para uma natação ou qualquer prática de esportes. “Uma atividade física pode aumentar o impacto do peso do corpo de três a cinco vezes. É uma carga muito grande, com grandes chances de lesão, como ruptura do tendão, ligamentos e contraturas musculares, entre outros. É preciso, antes de tudo, avaliar essa pessoa. E orientá-la para evitar problemas”, explica o médico.

Chama-se “Avaliação Ortopédica e Fisiátrica Pré-Participação Física” a avaliação que o médico ortopedista fará com a pessoa que, sedentária e/ou obesa, quer se dedicar aos exercícios físicos. “É como um programa de prevenção de possíveis lesões. Fazemos uma avaliação clínica e utilizamos exames de imagens. Percebemos como está a postura da pessoa, avaliamos desvios angulares de joelhos e pés, a pisada, o tipo de pé, desgastes articulares, entre outros itens. De acordo com o diagnóstico, podemos recomendar  reabilitação física -fisioterapia, acupuntura, pilates, RPG e a hidroterapia, que é uma grande aliada. É como um grande trampolim para que a pessoa, aí sim, saudável e pronta, vá buscar uma atividade física regular”, explica o médico do CREB.

– Uma pessoa sedentária não tem as articulações, os tendões e os músculos preparados para a atividade física. E uma pessoa acima do peso pode até suportar o seu peso no dia-a-dia, mas uma atividade física regular e intensa pode trazer sérias lesões. O que a gente procura fazer com esta “Avaliação Ortopédica e Fisiátrica Pré-Participação Física” é uma estratificação do risco de lesão ortopédica do paciente. Muito rapidamente, ele estará pronto, e com saúde, para ir para uma academia, por exemplo”, finaliza o ortopedista Rodrigo Kaz. 

Para mais informações sobre esse assunto, ligue para o CREB – (21) 3182-8282. Teremos o prazer em lhe atender.

Quer receber novidades?

O CREB se dedica diariamente a atender seus clientes com toda a atenção e carinho, venha e comprove ❤