(21) 3182 8282 Whatsapp Agende online
CONTEÚDO CREB SOBRE SAÚDENovidades

QUE É CISTO SINOVIAL? ORTOPEDISTA DO CREB EXPLICA

O cisto sinovial é um pequeno nódulo arrendondado, de consistência mole acima das articulações ou tendões, principalmente nas mãos e punhos. “A real causa do cisto sinovial ainda é desconhecida, porém especula-se que o esforço repetitivo das articulações faz com que o líquido sinovial seja drenado das articulações, formando um cisto, geralmente no dorso da mão e punho. Costuma ter um diâmetro de um a três centímetros, e geralmente é móvel, indolor e de consistência macia”, afirma o ortopedista Marcos Cochrane, do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo.

O médico explica que o cisto pode surgir subitamente ou ir crescendo ao longo do tempo, mas também pode desaparecer espontaneamente e reaparecer tempos depois. “A principal complicação é a compressão de alguma estrutura nervosa local, resultando em dormência e perda de força local. A melhor forma de diagnosticar é através do exame físico e a ultrassonografia auxilia no diagnóstico de cistos mais profundos e análise detalhada do cisto, fornecendo informações quanto o tamanho e consistência”, diz ele.

Você tem olho ou boca seca? Você precisa de uma avaliação reumatológica

Você sente seus olhos secos? E a boca, também? Em caso afirmativo, você precisa se consultar com um reumatologista. Olhos e boca seca podem ser sinal de síndrome de Sjögren, uma doença autoimune crônica cuja inflamação afeta principalmente as glândulas lacrimais e salivares, resultando em olhos secos e boca seca.

“Se você sente os olhos ressecados e tem a sensação de areia nos olhos, isso pode ser uma manifestação da Síndrome de Sjogren. Olhos secos podem aumentar o risco de infecções oculares e danos à córnea. Ter uma boca seca pode dificultar a deglutição. Aumenta o risco de cárie dentária, inflamação gengival e outros problemas dentários. Algumas pessoas têm ressecamento nasal, vaginal e na pele”, alerta o reumatologista Victor Berçot, do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo.

Segundo ele, outros sintomas da Síndrome de Sjogren são dor nas articulações, principalmente nas mãos e punhos, resultando em inchaço e calor local. “A fadiga também é uma manifestação bastante presente. A doença é mais comum em mulheres, e geralmente portadores dessa doença podem apresentar outras doenças autoimunes, tais como artrite reumatóide ou lúpus”, disse o médico. “O tratamento geralmente requer coordenação entre diferentes especialistas, incluindo seu reumatologista, oftalmologista e dentista. O uso de medicamentos imunossupressores são fundamentais para o manejo dessa doença”, finaliza o Dr. Victor.

Ortopedista do CREB revela os mitos e das verdades da relação entre o sutiã e a dor nas costas

É verdade que o uso de sutiã pode prevenir problemas na coluna? Ele pode melhorar a postura da mulher, como muita gente acredita que sim? “Um dos mitos mais comuns é a ideia de que o sutiã certo pode realmente melhorar sua postura ou prevenir dores nas costas. Usar sutiã não evita dores nas costas nem melhora a postura de uma mulher Os benefícios de usar um sutiã são simplesmente estéticos”, garante o ortopedista Márcio Taubman, do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo

E quando um sutiã está mal ajustado no corpo da mulher? Isso pode causar dor nas costas? “Mulheres que apresentam hipertrofia mamária, ou seja, aumento das mamas, sofrem dores na coluna dorsal e no pescoço. Algumas mulheres encontram marcas na pele causadas pela alça do sutiã e atribuem a esse fato a dor que sentem. Na verdade, a dor ocorre, mas na verdade por causa do peso do tecido mamário que sobrecarrega a coluna vertebral”, revela ele.

Segundo o ortopedista do CREB, para prevenir a dor na coluna associada a hipertrofia mamária é necessário fortalecer a musculatura da coluna vertebral. Ele afirma que uma ótima opção de tratamento é o RPG, disponível na clínica. O Dr. Márcio é enfático: independente dos mitos e das verdades, ao menor sinal de dor na coluna, é preciso procurar um especialista para avaliação do quadro e prescrição do tratamento correto.

Você sabe o que é cifose?

A cifose é um desvio postural da coluna vertebral, também popularmente conhecido com “corcunda”. Segundo o ortopedista Márcio Taubman, do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – a doença pode se desenvolver tanto em homens quanto em mulheres, sendo que a má postura é a causa mais comum da cifose ao nível da coluna torácica, devido ao enfraquecimento de longo prazo dos músculos extensores torácicos.

“Estão expostos a esse risco pessoas que passam longo períodos sentados, com uma postura inadequada, principalmente no ambiente de trabalho. Mas existem outras causas possíveis. Na osteoporose, uma fratura vertebral pode causar alteração na curvatura da coluna, resultando na cifose. Já em doenças congênitas, são muito menos frequentes, resultantes de uma formação inadequada da coluna durante a gestação”, explica o Dr. Márcio.

O médico do CREB diz que a prevenção é possível. “Inicialmente, é realmente fundamental uma avaliação postural com um médico especialista, para diagnóstico correto do desvio postural. Dentre as recomendações, pode-se realizar exercícios de fortalecimento da musculatura da coluna vertebral, sendo o RPG uma técnica para reabilitação postural permitindo o fortalecimento e alongamento da coluna vertebral, minimizando os sintomas álgicos”, relata ele, pontuando que o CREB dispõe de RPG. O Dr. Márcio destaca que na clínica é possível realizar o diagnóstico do desvio postural para indicação do tratamento adequado.

As articulações podem fazer barulho? Ortopedista do CREB responde

Ossos e articulações podem ranger, causando um certo barulho? Essa é uma pergunta que geralmente pacientes fazem aos ortopedistas. De fato, isso acontece sim, em qualquer faixa etária, porém esses “barulhos” tornam-se mais comuns à medida que envelhecemos. “O termo médico para esses ruídos articulares é crepitação, apresentando diversas causas”, explica o ortopedista Bruno Vargas, do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo.

“A crepitação articular pode estar relacionada a problemas nos tendões (que conectam o músculo ao osso), ligamentos (que conectam os ossos a outros ossos) ou cartilagem (a cobertura lisa das extremidades dos ossos nas articulações). O joelho geralmente é a articulação mais ruidosa, mas outras articulações também podem desenvolver sons, incluindo quadril, ombro, pescoço e coluna”, explica o médico.

Segundo o Dr. Bruno, há algumas possíveis razões para o barulho. “Uma delas pode ser porque um tendão ou ligamento faz um atrito sobre uma saliência óssea, durante o movimento articular. Outra possibilidade é que a cartilagem desgastada, como ocorre na artrose, forma áreas irregulares em sua superfície, resultando num atrito articular durante o movimento, resultando num som de trituração”, diz ele, acrescentando que um estudo publicado na Arthritis Care & Research apontou que mais de 75% das pessoas que desenvolveram osteoartrite no joelho relataram ranger ou estalar na articulação do local um ano antes do desenvolvimento dos sintomas álgicos.

Ao menor sintoma de crepitação – ressalta o Dr. Bruno – o paciente deve procurar o CREB para uma consulta com um especialista, para que seja feito o diagnóstico e proposto o tratamento adequado.

Quer receber novidades?


O CREB se dedica diariamente a atender seus clientes com toda a atenção e carinho, venha e comprove ❤