CONTEÚDO CREB SOBRE SAÚDENovidades

Pilates terapêutico é excelente para quem tem problemas na coluna

O pilates terapêutico pode ser praticado por qualquer pessoa, sem restrição de idade, sem dificuldade alguma. A atividade respeita o ritmo e as possibilidades do praticante. O pilates terapêutico fortalece a musculatura, o que é fundamental para quem tem dores de coluna. Fortalece e ajuda a corrigir desvios da coluna, o que o torna uma excelente opção.

Segundo o reumatologista e fisiatra Haim Maleh, do CREB – Centro de Reumatologia e ortopedia Botafogo – e professor de reumatologia da Universidade Fluminense Federal (UFF), o pilates terapêutico ajuda a evitar lesões na coluna e previne doenças.

  • Tem muita gente que tem problemas de coluna e acha que por isso não pode praticar atividade física regular. Mas é justamente o contrário. A prática do pilates terapêutico é muito recomendável nestes casos – garante o reumatologista do CREB.

O Dr. Haim explica que o programa de exercícios é personalizado e adequado a cada praticante.

  • O objetivo é fortalecer os músculos profundos, responsáveis por manter as vértebras e componentes articulares na correta posição. Assim, pode-se evitar doenças como hérnias de disco, espondilólise, protusão discal e desvios posturais (escoliose, cifose e lordose). O pilates terapêutico é uma excelente opção para quem tem dores de coluna – garante ele.

Aconselhamento psicológico é oferecido gratuitamente para pacientes do CREB

Você sabia que o CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – é a primeira e única clínica que oferece gratuitamente aconselhamento psicológico para seus pacientes? Esse serviço já completou um ano e tem ajudado muita gente a alcançar sucesso no seu tratamento.

O CREB sempre atuou entendendo que o paciente deve ser tratado de forma individualizada. Cada paciente tem um tratamento único, voltado exclusivamente para si. A possibilidade de incluir o aconselhamento psicológico no tratamento amplia ainda mais esse olhar exclusivo e individualizado.

  • Contamos com diversos meios para conseguirmos oferecer um bem estar maior ao paciente, entre eles a hidroterapia, a fisioterapia, a eletroterapia, a acupuntura, o RPG, o Pilates Terapêutico, dentre outros. Temos também atenção e reabilitação física para alterações da marcha e do equilíbrio, alterações neurológicas e cuidados e tratamento para urgências e incontinência urinária. Adicionamos a tudo isso o aconselhamento psicológico. É preciso cuidar do corpo e da mente – explica a psicóloga do CREB, Daniela Maleh.

Hidroterapia é uma excelente opção para quem é acometido pela artrose

Você sabia que nada menos do que 10% de toda a população mundial sofrem de alguma doença reumática? Uma das mais comuns doenças reumáticas é a osteoartrite, mais conhecida como artrose. A Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) informa que 20% dos adultos brasileiros são acometidos pela doença, sendo uma das principais causas de incapacidade e afastamento do trabalho.

A artrose provoca dores nas articulações dos joelhos, do tornozelo, da coluna e dos quadris. Trata-se do desgaste da cartilagem e alterações ósseas, sendo que mais de 60% das pessoas acima dos 60 anos são acometidos pela doença.

  • No começo, a artrose pode não apresentar sintomas, sendo diagnosticada por meio de exame radiográfico. O principal sintoma da doença é a dor, que começa apenas com a movimentação da articulação afetada, melhorando com descanso, mas que pode progredir para dores intensas até mesmo no repouso. O paciente pode apresentar diminuição dos movimentos, ruído na articulação (crepitações), inchaço na articulação, deformidades e falta de firmeza ao realizar movimentos- explica o Dr. Eduardo Sadigurshci, reumatologista e fisiatra do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo.

Além do uso de medicamentos específicos, no CREB são adotados protocolos que incluem hidroterapia, em piscinas próprias da clínica adequadamente aquecidas, e acupuntura, além de pilates terapêutico, RPG e fisioterapia.

  • O impacto do exercício físico pode ser um fator limitante para muitos pacientes, mas o trabalho feito dentro da água, aquecida, supervisionado por profissionais, traz muitos resultados positivos. Não se pode esquecer de adotar uma alimentação regrada, o que é muito importante – finaliza o médico do CREB.

O uso regular do cigarro pode estar relacionado ao desenvolvimento da osteoporose

Entre tantos outros males que o uso contínuo do cigarro provoca está a possibilidade de adquirir lesões ortopédicas. Pouca gente sabe, mas o cigarro pode estar relacionado ao desenvolvimento da osteoporose e atrapalha a consolidação óssea, leva ao retardo e a pseudartrose na fratura, obstrui a microcirculação dos tendões e quem fuma tem maior chance de desenvolver rupturas do manguito roteador e pior prognóstico após a ruptura destes tendões.

  • O cigarro traz inúmeros malefícios à saúde, e todos sabem disso. Mas deve ser terminantemente proibido para aqueles que estão em processo de cicatrização de uma fratura, porque o fumo atua de forma negativa diretamente na consolidação óssea. Fumante, o paciente levará mais tempo para colar uma fratura e se estiver fumando muito pode até acontecer da fratura simplesmente não colar. Neste caso, ele desenvolve o que chamamos de pseudartrose, que é uma falsa articulação- explica o fisiatra e reumatologista Haim Maleh, do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo, e professor de reumatologia da UFF – Universidade Federal Fluminense.

Segundo ele, o fumo também pode causar úlceras plantares:

  • O fumo provoca alterações da microcirculação sanguínea, o que pode proporcionar uma maior facilidade para que os tendões inflamem, dificultando a cicatrização dos tecidos tendinosos. E isso também pode acontecer com o fumante passivo – esclarece o médico do CREB.

Obesos e inativos devem se consultar com um médico antes de iniciar atividade física

Atividade física regular é essencial para a nossa saúde. Para todos, indistintamente, independente de sexo e idade. Mas quem tem sobrepeso deve ficar atento porque a obesidade é uma porta aberta para inúmeras doenças. Nesse caso, o exercício físico é imprescindível.

“Uma atividade física pode aumentar o impacto do peso do corpo de três a cinco vezes. É uma carga muito grande, com grandes chances de lesão, como ruptura do tendão, ligamentos e contraturas musculares, entre outros. É preciso, antes de tudo, avaliar essa pessoa. E orientá-la para evitar problemas”, afirma o ortopedista do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – e médico do time profissional do Flamengo, Dr. João Marcelo.

Segundo ele, a atividade física é benéfica para as articulações em geral, para a saúde cardiovascular, para controlar a diabetes e até mesmo contra a depressão. A pessoa obesa precisa consultar um médico para ser corretamente orientado no sentido de não transformar o exercício físico em um problema. “Não é só o obeso, mas também quem está inativo deve saber como começar a sua atividade física. Não basta calçar o tênis e sair correndo por aí. Isso é um erro. O que deve ser uma solução pode virar um problema, por meio de contusões que podem ser sérias – finaliza o Dr. João Marcelo.

Quer receber novidades?

O CREB se dedica diariamente a atender seus clientes com toda a atenção e carinho, venha e comprove ❤