(21) 3182 8282 Whatsapp Horários
CONTEÚDO CREB SOBRE SAÚDE

News | Viva sem dor

 

CREB patrocina evento internacional de karatê

O CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – está patrocinando o Seminário Internacional de Karatê KWF, que acontecerá no dia 29 de setembro, no Clube AABB, na Lagoa. O evento contará com a presença de atletas de todo o Brasil, da América d...

O CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – está patrocinando o Seminário Internacional de Karatê KWF, que acontecerá no dia 29 de setembro, no Clube AABB, na Lagoa. O evento contará com a presença de atletas de todo o Brasil, da América do Sul e dos demais continentes. A organização espera contar com pelo menos 300 participantes. A KWF foi criada pelo professor japonês Mikio Yahara, um dos maiores nomes do karatê mundial. “Esse evento contará com a participação de atletas de todo o mundo, motivo de orgulho para a nossa organização.  A parceria com o CREB em nosso evento é de muita importância para a KWF Brasil e com o esporte a nível mundial. Agradecemos muito esse apoio”, disse o professor Felipe Martins, da KWF Brasil.


Aquecer antes e alongar depois da atividade física são atitudes fundamentais em qualquer esporte

Toda atividade física, seja ela qual for, independente de sua intensidade, deve ser precedida de um aquecimento. Não importa se você é um atleta profissional ou amador, ou mesmo um praticante de atividade física apenas nos finais de semana. O aquecim...

Toda atividade física, seja ela qual for, independente de sua intensidade, deve ser precedida de um aquecimento. Não importa se você é um atleta profissional ou amador, ou mesmo um praticante de atividade física apenas nos finais de semana. O aquecimento é imperativo e fundamental para evitar problemas que podem ser sérios.

O resultado da falta de aquecimento pode ser a dor, um problema de coluna ou em alguma articulação.

A prática de esportes no final de semana, o chamado “atleta de fim-de-semana”, é, na maior parte das vezes, o maior problema. A pessoa não tem uma rotina de exercícios, e quando o faz, no fim-de-semana, entende aquela prática como lazer.

– Recebemos muitos pacientes lesionados, que praticam um esporte apenas no fim-de-semana. É aquele rapaz que aproveita o sábado para jogar futebol com os amigos ou a mulher que aproveita a praia para algumas partidas de vôlei na areia. Esses atletas de fim-de-semana encaram o esporte como lazer, e não tomam o cuidado de aquecer antes da atividade, muito menos de se alongar após a prática esportiva – diz o ortopedista especialista em medicina do esporte, João Marcelo Amorim, do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo, e médico do time profissional do Flamengo.

Amorim cita especificamente o caso dos surfistas de fim-de-semana. Segundo ele, não é incomum receber surfistas no consultório com dores na coluna, inflamações ou dores nas articulações.

– O surfe parece ser um esporte tranquilo, certo? Realizado dentro da água, com calma e bastante prazer. Mas não é bem assim, O surfista rema conta a maré, enfrenta a correnteza do mar e a força das ondas, precisa se equilibrar na prancha…não é nada fácil e simples. O resultado da falta de aquecimento e bom condicionamento pode ser a dor, um problema de coluna, problema em alguma articulação. A coluna vertebral fica exposta às quedas constantes. As vezes, essas quedas são fortes o suficiente para machucarem o praticante da atividade. É preciso estar bem condicionado e se aquecer antes de entrar no mar. E ao menor sinal de dor, um especialista deve ser consultado imediatamente– afirma o médico.


Consultar um especialista é fundamental para quem pratica atividade física

Os principais problemas encontrados no consultório de um especialista em medicina do esporte são lesões por entorse de joelho, tornozelo, rupturas musculares, lesões de ligamentos e tendões. Mas engana-se quem pensa que a grande maioria dos pacientes...

Os principais problemas encontrados no consultório de um especialista em medicina do esporte são lesões por entorse de joelho, tornozelo, rupturas musculares, lesões de ligamentos e tendões. Mas engana-se quem pensa que a grande maioria dos pacientes são atletas. Uma pessoa sedentária, aquele que já pratica alguma atividade física mas quer intensificar esse trabalho e os chamados atletas de fim-de-semana, todos precisam consultar um médico especialista em medicina do esporte, para praticar exercícios com mais segurança e saúde.

 A medicina do esporte cuida de pacientes com problemas provenientes do esporte e também com a prevenção

– Uma pessoa sedentária, que decide passar a praticar algum tipo de esporte, precisa primeiro se consultar com um especialista, em busca de orientação. Não pode simplesmente sair jogando futebol ou correndo, por exemplo. O mesmo vale para quem quer intensificar suas atividades. E o atleta de alto rendimento está exposto à atividade, precisa se precaver e ser acompanhado por um especialista – explica o professor de ortopedia da UFRJ e ortopedista do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – Dr. Clóvis Munhoz.

Segundo ele, para alcançar os resultados desejados, o atleta (profissional ou não, iniciante ou não) precisa ter segurança e ser bem orientado. . A medicina do esporte cuida de pacientes com problemas provenientes do esporte, mas também trabalha a prevenção, o que é fundamental.

– Tratamos das doenças relacionadas ao esporte, mas também orientamos a pessoa para que não venha a ser acometida. Qualquer pessoa que quer praticar atividade física, ou já o faz, precisa estar muito bem orientado, para que a atividade física traga apenas benefícios, e não problemas. Juntos, o médico e o paciente vão traçar planos e metas, com toda segurança. A ideia é buscar saúde, e não problemas – avisa o Dr. Clóvis.



Quer receber novidades?


COVID-FREE
O CREB se dedica diariamente a atender seus clientes com toda a atenção e carinho, venha e comprove ❤