(21) 3182 8282 Whatsapp Horários
CONTEÚDO CREB SOBRE SAÚDE

News | Viva sem dor

 

Prevenção pode evitar dores na coluna

As estatísticas mundiais são taxativas: 85% de toda a população tem, teve ou terá dor na coluna. Isso significa que em cada grupo de 1 mil pessoas, apenas 150 não sofrerão os infortúnios de sentir dor na coluna vertebral. Mas como é possível estar dentro deste grupo tão seleto? É preciso uma conjugação de fatores, que vão desde o hábito de uma boa postura até a realização de exercícios físicos regulares. A alimentação, uma boa noite de sono com travesseiro, colchão e posição corretos e até o tipo de calçado, entre outros itens, também fazem a diferença.

Então, como agir? O que fazer? O primeiro grande passo, ensina o ortopedista do CREB – Centro de Regumatologia e Ortopedia Botafogo – Marcio Taubman, é procurar um médico especialista. “Muitas vezes, a pessoa sente leves dores na coluna mas acha que aquilo é passageiro, que é fruto de uma noite mal dormida ou de uma partida de futebol mais intensa. Então, não procura um médico e, o que é pior, se automedica com algum antiinflamatório. Um pequeno problema, que pode ser fácil de resolver, provavelmente poderá vir a se transformar em um problema mais sério e de tratamento mais demorado. Ir ao médico é fundamental”, ensina ele.

Segundo o ortopedista, é muito importante que as pessoas façam uma avaliação postural e uma avaliação estrutural da coluna, para descobrir, por exemplo, se há algum desvio que poderá causar problemas futuros. “Muitas vezes, a pessoa nada sente, mas pelo tipo de vida que leva, por sua postura ou até pela avaliação estrutural de sua coluna podemos perceber que é preciso iniciar um tratamento”, explica ele. O Dr. Marcio ressalta que o RPG – Reeducação Postural Global – é uma excelente indicação para as pessoas readquirirem a melhor postura e o Pilates também pode ser adotado para o fortalecimento da musculatura. Ele também indica a hidroterapia como é feita no CREB, com piscina com água aquecida a 32 ou 33 graus, coberta e com facilidade de acesso, que por ser feita na água não tem impacto, associada muitas vezes à acupuntura. “Essa associação possibilita a utilização de menos medicamentos e, portanto, menor agressão ao organismo”, esclarece ele.

No consultório do Dr. Marcio Taubman, os principais casos entre jovens são de doenças do disco invertebral, como as discopatias, degenerações discais e hérnias de disco. Já para pessoas mais idosas, o quadro é parecido, mas é mais relacionado à artrose e a estenose do canal lombar. Em relação a coluna cervical é muito frequente além da dor e sensação de peso no pescoço ou na região, dormência e sensação de edema nas mãos pela manhã e, muitas vezes, tonteira, zumbido no ouvido e lacrimejamento nos olhos. “Cada pessoa requer uma avaliação específica. Exames físicos, avaliação postural, exames de imagens e, ocasionalmente, eletroneuromiografia, indicarão o tratamento. Temos protocolos que trazem muito sucesso no tratamento, com fisioterapia, hidroterapia, acupuntura, RPG e Pilates. Mas é preciso que a pessoa procure um médico”, finaliza ele.


TOC tem resultados excelentes no CREB

Em novembro de 2006, o CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – iniciou os serviços de atendimentos com a TOC – Terapia de Ondas de Choque. A análise dos números nestes praticamente três anos mostra o grande sucesso deste novo tratamento: do total de atendimentos, 75 % obtiveram praticamente cura, ou seja, ausência completa dos sintomas. Dos 25% restantes, apenas 10% não obtiveram nenhum resultado e os demais 15% tiveram uma grande melhora dos sintomas dolorosos, com retorno da função motora.

“Em média, foram necessárias apenas três sessões de aplicação da TOC para que os 75% dos atendimentos obtivessem sucesso. Tive apenas oito casos onde foram preciso mais de cinco sessões”, conta o especialista em TOC e fisiatra do CREB, Antônio d’Almeida Neto. Segundo ele, a clínica reproduz os melhores resultados encontrados nos principais centros de TOC do mundo. “Comparando nossos números com as publicações internacionais, temos a satisfação de perceber que estamos em um patamar semelhante ao que se apresenta nos melhores centros internacionais do mundo. Nossas estatísticas são compatíveis com os números deles”, afirma o médico.

A TOC é hoje o que há de mais moderno no combate a tendinite de ombro, quadril, cotovelo e joelho, bursites, fascite plantar e esporão de calcâneo, tendo inclusive aprovação da exigente agência norte-americana FDA – Food Drug Administration. Muito indicado pelos médicos nos Estados Unidos e na Europa, está conquistando seu espaço no Brasil, pela sua eficácia, por não ser invasivo e pelos ótimos índices de sucesso em todo mundo. Outro ponto extremamente importante é o custo: a Terapia por Ondas de Choque custa de oito a dez vezes menos que uma cirurgia e ainda diminui os riscos do paciente com a internação em hospital. A TOC inclusive é utilizada pelo Comitê Olímpico para tratamento de atletas lesionados durante a competição.

O tratamento da TOC é feito em consultório médico, por médico capacitado, através de ondas acústicas, que vem sendo utilizado com sucesso em substituição a vários tipos de cirurgia. Segundo o Dr. Antônio, as melhores respostas ao tratamento têm sido de casos de patologia em ombros, em especial as tendinites e bursites, na região plantar (sola do pé), principalmente para as fascites plantares, as calcificações na junção do tendão de Aquiles com o osso do calcanhar (entesite aquiléa) e, também, para bursites do quadril (trocanteriana). “Na maioria dos casos, a eficácia da TOC é percebida logo após as duas primeiras aplicações. Não há internação, não é invasivo, é praticamente indolor e também minimiza o uso crônico de medicações, reduzindo efeitos colaterais e os gastos com medicamentos”, finaliza o fisiatra do CREB, pioneira e uma das poucas clínicas do Rio de Janeiro que disponibilizam a TOC.


CREB oferece programa de qualidade de vida para as empresas

Já foi o tempo em que salário era o único motivo para se escolher entre uma ou outra empresa para se trabalhar. Atualmente, as melhores empresas para se trabalhar no país tem algo em comum: valorizam o ser humano e apostam na sua qualidade de vida. E nesta aposta estão inclusos programas de prevenção de saúde. O CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – oferece às empresas todo o suporte para a realização de programas de prevenção, avaliações posturais e todo o atendimento médico em reumatologia, ortopedia e fisiatria. Tudo para que os colaboradores da empresa tenham mais saúde, para produzirem mais e, principalmente, viverem mais felizes.

O fisiatra e reumatologista do CREB, Haim Maleh, diz que a realização de programas de prevenção em saúde é cada vez mais comum nas empresas, que se preocupam com a saúde de seus colaboradores. Não se trata de gastos, mas sim de investimentos: as estatísticas apontam que nestas empresas os índices de falta ao trabalho por motivo de doença são bem menores do que onde não há este tipo de ação.

O Dr. Haim Maleh diz que todo o trabalho de prevenção deve ser feito durante todo o ano, acompanhando o dia-a-dia do colaborador. E aproveita para dar algumas dicas que considera fundamentais para o início deste trabalho. “O colaborador não deve jamais ultrapassar seus limites físicos com muitas horas de trabalho sem pausas regulares. A cada duas horas sentado, deve dar uma parada, se levantar e caminhar um pouco. Alongamentos ajudam muito e muitas empresas oferecem ginástica laboral para seus funcionários”, explica o médico.

Outra dica é realizar atividade física regular. “Pode ser caminhada, futebol, bicicleta, ginástica, natação, o que for melhor para a pessoa. O exercício regular ajuda a perder peso, diminui o colesterol e a pressão arterial e motiva a pessoa para o trabalho e atividades de lazer”, ensina. A hora do almoço também merece uma atenção especial. “Muitas pessoas optam por fast-food, o que é um erro. É preciso almoçar bem e com calma. Mas muita gente aproveita o sistema de comida a quilo para comer de tudo. É preciso fazer um prato balanceado, com todos os grupos alimentares, mas evitando alimentos gordurosos e preferindo legumes e verduras. É importante evitar o refrigerante, optando por sucos naturais. Uma boa alimentação sempre faz toda a diferença”, avisa o Dr. Haim Maleh.

Ele garante também que um bom dia de trabalho começa na noite anterior, na hora do sono. “Uma boa noite de sono é fundamental. É preciso utilizar colchão, travesseiro e posição corretos. Programas de prevenção de dor na coluna ensinam a melhor postura e dicas como a melhor posição para dormir, sempre de lado, com um travesseiro entre as pernas e abaixo da cabeça, sem forçar o pescoço para cima”. Por último, uma dica que considera fundamental: “não espere ser convocado para fazer exames periódicos. Procure um médico regularmente em busca de uma saúde boa e maior qualidade de vida”.



Quer receber novidades?


COVID-FREE
O CREB se dedica diariamente a atender seus clientes com toda a atenção e carinho, venha e comprove ❤