(21) 3182 8282 Whatsapp Horários
CONTEÚDO CREB SOBRE SAÚDE

News | Viva sem dor

 

Existe relação entre o reumatismo e a gengivite? Reumatologista do CREB responde

Existe relação entre o reumatismo e a gengivite? Reumatologista do CREB responde

Embora ainda não haja uma compreensão absoluta sobre a questão, há uma relação entre doenças reumatológicas – especificamente a artrite reumatoide – e a doença gengival. Segundo a reumatologista do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – Dra. Liseth Acochiri Gutierrez, “a artrite reumatoide (AR) é uma doença auto-imune, ou seja, o sistema imunológico desregulado leva a uma inflamação nas articulações predominantemente das mãos e punhos, resultando em dor, calor e rigidez articular nessas articulações. Acredita-se que algum tipo de lesão gengival – possivelmente relacionada a uma infecção bacteriana – possa desencadear o surgimento da doença em pessoas geneticamente suscetíveis”.

A médica do CREB esclarece que a inflamação gengival é causada por um crescimento excessivo de bactérias e placas nos dentes, resultando em dano dos ossos e tecidos de suporte dentário. “Uma bactéria específica (Porphyromonas gingivalis), causadora de gengivite, pode desencadear a ativação e desregulação imune, em indivíduos geneticamente suscetíveis. O sistema imune ataca as estruturas articulares, resultando no surgimento dos primeiros sintomas da Artrite Reumatóide”.

A Dra. Liseth afirma que não é garantido que uma condição cause a outra. “No entanto, sugerimos que portadores de doença periodontal que iniciem dor nas articulações procurem um reumatologista para o correto diagnóstico”, finaliza ela.


TOC pode ser utilizado com excelente resposta para Síndrome do Piriforme

TOC pode ser utilizado com excelente resposta para Síndrome do Piriforme

O piriforme é um músculo da região do quadril, localizado próximo ao nervo ciático. Eventualmente, pode causar sua compressão, o que traz dor no local, que pode irradiar para a perna. Trata-se da Síndrome do Piriforme, que tem tratamento e a cirurgia raramente é necessária.

Segundo o professor de Ortopedia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e ortopedista Clovis Munhoz, do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo, o hábito de passar grande parte do dia sentado, a prática exagerada de exercícios para os glúteos, variações anatômicas, presença de aderências locais ou bandas fibrosas que restringem o movimento livre do nervo e alterações intrapélvicas são os principais fatores associados ao surgimento da Síndrome do Piriforme.

  • Podemos solicitar ultrassonografia, raio-X e ressonância magnética, além da eletroneuromiografia, que pode apresentar as alterações funcionais específicas da doença. Mas como há um desequilíbrio e fragilidade muscular da região afetada, temos no CREB um moderno exame chamado Avaliação Muscular Isocinética por Dinamometria Computadorizada, que é um exame preciso, indolor e que indica qual músculo ou grupo muscular está hipotônico e deve ser fisicamente reabilitado. Por meio da avaliação médica, com a história e o exame físico, o médico irá afastar a possibilidade, muitas vezes associada, de compressão, que pode ser oriunda da coluna – explica o médico.

Ele afirma que no CREB são utilizados protocolos que incluem hidroterapia, pilates terapêutico, eletroterapia e acupuntura, o que agiliza o tratamento e ajuda a eliminar a dor do paciente. Além disso, também está disponível na clínica o Tratamento Por Ondas de Choque (TOC), com três a cinco sessões, o que traz uma excelente resposta.


Aconselhamento psicológico no CREB ajuda pacientes a lidar com a dor

Aconselhamento psicológico no CREB ajuda pacientes a lidar com a dor

“Cada um vive uma determinada situação de um jeito, mas a forma em que se experiência esta situação é o que pode deixar algum tipo de estresse. Sabemos que muitas vezes uma situação traumática para um, pode ser apenas um evento passageiro para outros. Porém quando vivemos a briga com o cônjuge, com o filho ou no trabalho como uma experiência difícil, sem conseguir controlar o nosso sentimento, esta briga pode gerar um sofrimento posterior grande. E este sofrimento poderá aparecer de diversas formas, sendo uma delas as dores no corpo e em especial a dor na coluna”.

É o que afirma a psicóloga Daniela Maleh, do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo, a única clínica de reumatologia e ortopedia que oferece gratuitamente aconselhamento psicológico para seus pacientes. A atividade é oferecida há mais de um ano e tem sido um sucesso para quem a utiliza. “A dor que sentimos por consequência de alguma doença pode ser até mesmo incapacitante e nos gerar um grande estresse, piorando o quadro apresentado. Por isso, poder desabafar, falar do que sentimos, dividir esse peso com alguém é fundamental e ajuda muito a superarmos as dificuldades”, afirma a psicóloga;

Daniela Maleh pontua que muitas vezes a forma de lidar com a dor psíquica é tão difícil que sem querer jogamos estas dores para o corpo, ou seja, somatizamos. “Dependemos de como absorvemos, agimos e reagimos às situações do cotidiano, o estresse emocional pode ser, por exemplo um dos causadores de dores na coluna. Precisamos estar atentos a esta questão, e a melhor forma é buscar se conhecer melhor”, garante. Mais informações na recepção da clínica ou pelo telefone 21 – 3182-82



Quer receber novidades?


COVID-FREE
O CREB se dedica diariamente a atender seus clientes com toda a atenção e carinho, venha e comprove ❤