(21) 3182 8282 Whatsapp Horários
CONTEÚDO CREB SOBRE SAÚDE

News | Viva sem dor

 

Pilates: não há contraindicações e traz diversos benefícios

O Pilates é uma técnica de exercícios indicado para todas as idades, onde o método é que se adapta as características peculiares de cada um, que é a coordenação completa e harmoniosa entre corpo, mente e espírito. Por isso, é cada vez mais procurado...

O Pilates é uma técnica de exercícios indicado para todas as idades, onde o método é que se adapta as características peculiares de cada um, que é a coordenação completa e harmoniosa entre corpo, mente e espírito. Por isso, é cada vez mais procurado por todo tipo de pessoa. O CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – possui uma sala ampla de Pilates. “O principal diferencial da clínica é possuir esses e outros setores de reabilitação que se complementam. Nossos protocolos visam o paciente como um todo e a integração entre médicos e fisioterapeutas facilita e traz ao paciente melhor proveito e brevidade na sua recuperação”, garante a fisioterapeuta Mariana Rossi Aguiar do Nascimento, staff do serviço de reabilitação física do CREB.

Segundo ela, “o interessante do Pilates é que auxilia outros nossos setores da fisioterapia como, por exemplo, a fisioterapia uroginecológica ou perineal, pois utilizamos nos exercícios também a contração do períneo e trabalho do assoalho pélvico, e o RPG, pois também trabalhamos na melhora da postura, e com a Hidroterapia com melhor mobilidade articular, e com a fisioterapia neurológica, no qual trabalhamos o equilíbrio e a coordenação motora”. Mariana lembra que o pilates não faz distinção de gênero e é indicado no mínimo duas ou três vezes na semana para que o corpo se adapte e os benefícios surjam.

Também staff do CREB, o fisioterapeuta Alan Alves Nascimento pontua que os exercícios são gradativos e realizados de acordo com a doença e necessidade do paciente, em poucas repetições, de forma concentrada, dando ênfase na respiração e contração dos músculos do centro de força do corpo (Power House) proporcionando a estabilização articular e reduzindo o desgaste nos músculos e articulações. “Os benefícios do método são alinhamento da postura corporal, melhora na concentração, maior equilíbrio e coordenação motora, alívio de dores crônicas, redução do estresse, melhora na força e flexibilidade muscular, entre outras”, afirma.

A fisioterapeuta Viviane Cordeiro Sotero de Lima Silva, do mesmo staff, lista algumas indicações para a prática de pilates: dor lombar, fibromialgia, fortalecimento do assoalho pélvico, alinhamento da coluna e fortalecimento muscular, entre tantas outras. “Não há contra indicação à atividade de pilates. Da criança que entenda e obedeça aos comandos de exercícios até o idoso, todos podem e devem fazer pilates”, resume ela.


Baropodometria Computadorizada: teste da pisada auxilia no tratamento

Também chamada de “teste da pisada”, a Baropodometria computadorizada é um exame indolor de alta precisão, que conta com auxilio de modernos recursos tecnológicos, onde são captadas imagens, estáticas e dinâmicas, que mostram o tipo de pisada (neutra...

Também chamada de “teste da pisada”, a Baropodometria computadorizada é um exame indolor de alta precisão, que conta com auxilio de modernos recursos tecnológicos, onde são captadas imagens, estáticas e dinâmicas, que mostram o tipo de pisada (neutra, pronada, supinada), zonas de maior pressão, área de distribuição de carga e tipo de pé (cavo ou plano). “O exame auxilia o médico à prescrição do melhor tratamento, e também auxilia o fisioterapeuta quanto à melhor conduta para o procedimento fisioterápico, conduzindo o paciente para um tratamento mais eficaz e focado, tratando além da dor, a causa da dor”, diz a fisioterapeuta Monique Furtado Ferreira Réboli, staff do serviço de reabilitação física do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo.

O exame deve ser realizado tanto por pacientes em busca de um melhor tratamento para sua dor como para os que querem conhecer e entender sua pisada e também realizar uma prevenção para o início de uma rotina de atividades físicas. Há várias indicações para esse exame, entre elas; artrite, artrose, calos, fasciíte plantar, esporão de calcâneo, canelite, dedo em garra, pé diabético, joelho valgo e varo, pé cavo e plano, neuroma de Morton, metatarsalgia, síndrome do túnel do tarso, condromalácia patelar, lombalgias entre outras.

“Um caso muito comum é a canelite, que acomete não só os praticantes de caminhada e corrida, mas também os indivíduos sedentários o qual relatam sentir essa dor quando precisam andar mais rápido ou correr uma distância relativamente curta, como pegar uma condução por exemplo. A causa da dor pode ser identificada através do exame da Baropodometria computadorizada que vai demonstrar um apoio excessivo na parte anterior do pé, trazendo desconforto durante uma caminhada ou corrida mesmo que seja em um curto percurso, podendo trazer, além da dor na “canela”, dor lombar, joelhos e pés”, pontua ela.

Identificado a causa da dor, a fisioterapia poderá utilizar protocolos que incluem a reeducação postural, alongamento e fortalecimento muscular para que a dor não retorne. Em alguns casos, como tratamento complementar, poderá ser prescrito pelo médico palmilhas posturais. “Atletas ou pessoas em geral que queiram melhorar a postura, performance na atividade física, marcha e o equilíbrio ao movimento também podem fazer o exame, pois a baropodometria também pode ser feita ajudando a identificar o seu tipo de pisada, para a utilização do calçado adequado para a prática de alguma atividade física. Em nossos protocolos no CREB, além da avaliação com o médico fisiatra, reumatologista ou ortopedista há também apoio da fisioterapeuta para uma completa e abrangente orientação ao tratamento”, acrescenta a fisioterapeuta Arianne Sued, também do CREB.


Doença de Parkinson: fisioterapia neurológica tem papel primordial

A doença de Parkinson é uma doença neurológica degenerativa e progressiva, que tem como caraterística principal o distúrbio motor. Sendo esse distúrbio caracterizado por alterações motoras como desequilíbrio, alteração de marcha, instabilidade postur...

A doença de Parkinson é uma doença neurológica degenerativa e progressiva, que tem como caraterística principal o distúrbio motor. Sendo esse distúrbio caracterizado por alterações motoras como desequilíbrio, alteração de marcha, instabilidade postural, lentidão de movimento, rigidez muscular, tremores, diminuição da capacidade pulmonar que resultam na perda da qualidade de vida desses pacientes.

“A fisioterapia neurológica tem papel primordial para melhora da qualidade de vida desses pacientes, tendo como objetivo não só tratar os distúrbios apresentados por essa doença como também estabelecer metas de prevenção tentando evitar a evolução e possíveis complicações. O tratamento fisioterápico deve ser realizado de forma contínua com alongamentos, exercícios para coordenação motora, equilíbrio e treino de marcha, exercícios para melhora da força muscular e mobilizações das articulações”, informa a fisioterapeuta Luciana Mattoso Vitola, staff do serviço de reabilitação física do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo.

Segundo ela, os benefícios da fisioterapia neurológica, essenciais para a vida desses pacientes, reduz a rigidez e melhora a mobilidade das articulações. “Com o tratamento para melhora da marcha e equilíbrio, vamos reduzir a probabilidade de queda, lembrando que muitos desses paciente tem diminuição da densidade da massa óssea (osteopenia-osteoporose), portanto com maior risco de fratura. Melhorando a força muscular o paciente tem mais liberdade para realizar suas atividades de vida diárias e apresenta melhora na sua postura e consequentemente melhora da marcha e do equilíbrio”, acrescenta a fisioterapeuta.



Quer receber novidades?


COVID-FREE
O CREB se dedica diariamente a atender seus clientes com toda a atenção e carinho, venha e comprove ❤