(21) 3182 8282 Whatsapp Horários
CONTEÚDO CREB SOBRE SAÚDE

News | Viva sem dor

 

Reumatologista do CREB fala sobre Cefaleia tensional

cefaleia tensional

Você sabe o que é Cefaleia Tensional? É a forma mais comum da cefaleia, geralmente associada um evento estressante. Esse tipo de dor de cabeça é de intensidade moderada, autolimitada e normalmente responsiva a medicamentos. A contratura muscular pode ser uma das causas, mas nenhuma pesquisa garante que a contração muscular é a etiologia única dessa dor.

  • Metade dos adultos já sentiram ao menos uma crise de dor de cabeça tensional uma vez ao mês. E um em 30 adultos já sofreram de crise de cefaleia tensional crônica. Fatores musculares podem estar associados ao desenvolvimento de uma crise da doença. Os principais gatilhos podem ser estresse, ansiedade e má postura – afirma o reumatologista Sérgio Rosenfeld, do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo.

O médico do CREB explica que a maioria dos casos é intermitente, mas pode se tornar crônico. Segundo ele, é preciso que o paciente realize mudanças em seu estilo de vida para prevenir as crises da cefaleia, como optar por uma alimentação saudável, praticar exercício físico regular, ter noites de sono reparador, evitar o sobrepeso e corrigir os vícios de postura.

  • Um especialista deve ser consultado. Podemos optar pela acupuntura, que é excelente contra a dor, fisioterapia e protocolos que incluem RPG, pilates terapêutico e hidroterapia. As pessoas não sabem que a má postura pode ser um gatilho para a cefaleia. Cuidando da coluna, podemos evitar crises – garante o Dr. Rosenfeld.

Torcicolo pode ser um sinal de alerta para outras doenças

torcicolo

O torcicolo é uma doença absolutamente comum, que leva muitos pacientes ao consultório médico. Ela apresenta rigidez e dor no pescoço, mas também pode trazer dor de cabeça, limitação em movimentar a cabeça, dificuldade de elevação do ombro do lado da torção, inchaço na região, tensão e, em alguns casos, tremor.

Segundo o Dr. Sérgio Rosenfeld, reumatologista do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo, ao menor sinal desses sintomas um especialista deve ser consultado.

  • O estresse, por exemplo, é um fator desencadeante da doença muitíssimo comum. É preciso evitá-lo. Também devemos optar por medidas preventivas, como trocar o colchão e travesseiros por modelos mais anatômicos e confortáveis, utilizar mobília que favoreça a postura no trabalho e realizar atividade física regular, fortalecendo a musculatura, a postura e o tônus muscular. Caminhar é muito bom, é uma atividade muito saudável – estabelece ele.

O médico do CREB diz que é preciso evitar a atividade física durante uma crise de torcicolo. A acupuntura, diz, pode ser uma excelente opção para eliminar as dores. O Dr. Sérgio pontua que o CREB oferece esse serviço, realizado por profissionais gabaritados e especialistas. Em alguns casos, o médico poderá optar pelo uso de um colar cervical, para que o pescoço fique imobilizado. O Dr. Sérgio ressalta que as melhores condutas serão definidas em consultório médico, com um especialista.

  • Podemos optar por um tratamento medicamentoso, aliado a fisioterapia. O pilates terapêutico também é uma excelente opção. O importante é visitar o médico e definir o melhor tratamento. O torcicolo pode até parecer inofensivo, mas mão é. Na verdade, ele pode ser um verdadeiro sinal de alerta para outras doenças – finaliza ele.

Médico do CREB explica o que é torcicolo

Torcicolo

Problema muito comum, o torcicolo é bem mais do que um simples travamento do pescoço. Na verdade, trata-se de uma torção rígida causada pela contração, com ou sem espasmos, do músculo esternocleidomastoideo esquerdo ou direito. A partir daí, o pescoço se posiciona para um lado específico, a cabeça fica inclinada para um lado e o queixo para o outro, com dificuldade de rotação para o outro lado e para trás.

O torcicolo afeta pessoas de ambos os sexos e de qualquer idade, mas é mais comum entre mulheres e pessoas de meia idade. Segundo o reumatologista Sérgio Rosenfeld, do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – o torcicolo pode estar relacionado a musculatura do pescoço, quando há alteração fisiológica no nascimento, quando há hipertonicidade devido ao estresse, à má postura, lesões, exposição ao frio, fadiga muscular, etc.

  • As causas também podem ainda estar relacionadas com outras estruturas orgânicas, como por exemplo a pele, o labirinto, o sistema nervoso e os olhos. Em geral, o paciente sente uma rigidez inicial logo pela manhã, ao acordar, mesmo que antes de dormir não tenha sentido dor alguma. Ao menor sinal de dor, um especialista deve ser consultado – afirma o Dr. Sérgio.

Há vários tipos de torcicolos. O torcicolo congênito, por exemplo, acontece quando durante a gestação , ocorre fibrose congênita de apenas um lado do músculo esternocleidomastoideo, causando um encurtamento das fibras deste músculo ou durante o nascimento, em que pode ocorrer um traumatismo capaz de gerar edema no músculo, isto é, acumulo de líquido, o que pode gerar o torcicolo temporário ou definitivo. O torcicolo dermatogênico acontece quando há lesão na pelo do pescoço. Já o torcicolo espasmódico é mais comum, causada pelo aumento do tônus muscular, de forma que a carga emocional, sobrecarga física ou movimento brusco e súbito são os fatores desencadeantes mais comuns.

  • Temos, ainda, outros tipos, como o torcicolo reumatológico, cuja causa é relacionada a doenças reumatológicas que afetam os músculos do pescoço. Ao sentir dores no pescoço, um especialista deve ser consultado imediatamente – finaliza o Dr. Sérgio.


Quer receber novidades?


COVID-FREE
O CREB se dedica diariamente a atender seus clientes com toda a atenção e carinho, venha e comprove ❤