(21) 3182 8282 Whatsapp Horários
CONTEÚDO CREB SOBRE SAÚDE

News | Viva sem dor

 

Doenças reumáticas acometem crianças, adolescentes e jovens

As principais doenças reumáticas que acometem crianças são a artrite idiopática juvenil, o lúpus, a febre reumática e outras doenças inflamatórias.

Trata-se de um grande erro associar as doenças reumáticas à terceira idade. Absolutamente qualquer pessoa está passível de ser acometida pelas doenças reumáticas, até mesmo crianças, adolescentes e jovens.

  • As principais doenças reumáticas que acometem crianças são a artrite idiopática juvenil, o lúpus, a febre reumática e outras doenças inflamatórias. Muita gente acha que o reumatismo é uma doença exclusiva da terceira idade, o que não é verdade. De fato, muitas das doenças reumáticas são associadas a doenças degenerativas, que apresentam desgaste de cartilagem, perda de massa óssea e enfraquecimento muscular. Mas até mesmo crianças são acometidas e também podem sentir dor e rigidez nas articulações, inclusive com limitações de movimento – explica o fisiatra e reumatologista Eduardo Sadigurschi, do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo.

Segundo o médico do CREB, em países desenvolvidos 25% das doenças reumáticas acometem pessoas até 16 anos de idade. No Brasil, a febre reumática é a doença reumática mais comum em jovens, adolescentes e crianças, além de outras patologias inflamatórias, como o lúpus eritematoso sistêmico (LES), a dermatopolimiosite (DMP), a esclerodermia (ESP) e as vasculites.

  • A febre reumática é mais comum a partir dos cinco anos e pode ser originada por uma infecção da garganta causada pela bactéria estreptococo. São sinais da febre reumática a febre, fortes dores nas articulações e lesões de válvulas cardíacas. A febre reumática é uma das principais causas de problemas cardíacos em jovens – orienta o Dr. Eduardo, pontuando que um especialista seja consultado quando a criança apresenta uma dor que não melhora nem com uso de analgésico.

CREB tem equipe multidisciplinar para o Pós-cirúrgico

O CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – oferece atendimento pós-cirúrgico por meio de de uma equipe multidisciplinar, que envolve não apenas o cirurgião, como médicos fisiatras, reumatologistas e ortopedistas, fisioterapeutas com espec...

O CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – oferece atendimento pós-cirúrgico por meio de de uma equipe multidisciplinar, que envolve não apenas o cirurgião, como médicos fisiatras, reumatologistas e ortopedistas, fisioterapeutas com especialização e mesmo psicólogos para apoio emocional. A clínica acredita que a troca de informações e a atuação de todos esses profissionais possibilitarão um pós-cirúrgico tranquilo e exitoso.

  • Essa troca de informações é fundamental para que esse processo de pós-cirúrgico ocorra da melhor forma possível. No CREB temos um diferencial, que é o apoio psicológico, feita por uma psicóloga. Muitas vezes, a adaptação não é nada fácil, tanto física quanto emocionalmente. Damos todo o suporte ao paciente, para que seu pós-cirúrgico seja o mais breve possível. Inclusive, esse apoio psicológico não gera custo algum para o paciente”, explica o dr. Haim Maleh, fisiatra e reumatologista do CREB e professor de reumatologia da UFF – Universidade Federal Fluminense.

Pilates terapêutico é excelente para quem tem problemas na coluna

Pilates terapêutico para dor na coluna

O pilates terapêutico pode ser praticado por qualquer pessoa, sem restrição de idade, sem dificuldade alguma. A atividade respeita o ritmo e as possibilidades do praticante. O pilates terapêutico fortalece a musculatura, o que é fundamental para quem tem dores de coluna. Fortalece e ajuda a corrigir desvios da coluna, o que o torna uma excelente opção.

Segundo o reumatologista e fisiatra Haim Maleh, do CREB – Centro de Reumatologia e ortopedia Botafogo – e professor de reumatologia da Universidade Fluminense Federal (UFF), o pilates terapêutico ajuda a evitar lesões na coluna e previne doenças.

  • Tem muita gente que tem problemas de coluna e acha que por isso não pode praticar atividade física regular. Mas é justamente o contrário. A prática do pilates terapêutico é muito recomendável nestes casos – garante o reumatologista do CREB.

O Dr. Haim explica que o programa de exercícios é personalizado e adequado a cada praticante.

  • O objetivo é fortalecer os músculos profundos, responsáveis por manter as vértebras e componentes articulares na correta posição. Assim, pode-se evitar doenças como hérnias de disco, espondilólise, protusão discal e desvios posturais (escoliose, cifose e lordose). O pilates terapêutico é uma excelente opção para quem tem dores de coluna – garante ele.


Quer receber novidades?


COVID-FREE
O CREB se dedica diariamente a atender seus clientes com toda a atenção e carinho, venha e comprove ❤