CONTEÚDO CREB SOBRE SAÚDE

News | Viva sem dor

 

CREB apoia curso do IAB de formação de agentes em prevenção às drogas

O CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – está apoiando o 3º Curso de Formação de Agentes Multiplicadores em Prevenção às Drogas, que o IAB – Instituto dos Advogados Brasileiros realiza no dia 22 de agosto, às 9h, em seu centro cultural, localizado na rua Teixeira de Freitas, 5, grupo 301, no Centro da Cidade. O CREB também apoiou os dois cursos realizados anteriormente. O objetivo do curso é formar novos multiplicadores, além de possibilitar a atualização daqueles que já participaram. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelos telefones (21) 2252-4538 e 2509-4951.


Reumatismo em crianças foi tema de congresso de reumatologia

O fisiatra e reumatologista Haim Maleh, do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo – participou do 28º Congresso Brasileiro de Reumatologia, que ocorreu em Porto Alegre, de 18 a 22 de setembro. O evento reuniu mais de dois mil pesquisadores do Brasil e de outros países, que debateram a importância do diagnóstico, a adoção de tratamentos adequados e o papel da reumatologia nos dias de hoje. Um dos temas de destaque do encontro será a ocorrência de reumatismos e osteoporose em crianças e adolescentes.


Acidentes de trabalho: 30% atingem as mãos, dedos e punhos

Acidentes de trabalho: 30% atingem as mãos, dedos e punhos

As mãos estão entre as partes do corpo humano mais sujeitas a acidentes. É o que comprova os números do Anuário Estatístico de Acidentes de Trabalho, publicado em janeiro de 2008: 30% dos 503.890 acidentes de trabalho registrados atingiram mãos, dedos e punhos. Preocupada com os altos índices de acidentes, a Associação Brasileira de Cirurgia da Mão lançou a Campanha Nacional de Prevenção a Acidentes e Traumas da Mão. Segundo a associação, máquinas modernas, dispositivos de segurança e capacitação dos trabalhadores e processos de produção mais adequados ajudariam a diminuir índices tão altos de acidentes.

“É importante ressaltar que a maior incidência dos acidentes e traumas da mão atingem a população economicamente ativa e o afastamento dessas pessoas de suas respectivas atividades, provoca um sério impacto econômico-social”, adverte Dr. Flávio Faloppa, da Associação Brasileira de Cirurgia da Mão. Segundo ele, além do trauma físico, outro problema a ser pensado é o custo desse tipo de acidente. “Na maioria dos casos, os custos com acidentes englobam o atendimento médico e tratamento, indenização do acidentado, horas perdidas no trabalho, substituição do funcionário. Tudo isso gera prejuízo tanto para o governo, quanto para a empresa, mas principalmente para o trabalhador acidentado, que terá seu ganho diminuído durante a recuperação e, em casos de acidentes mais graves, carregará as seqüelas para o resto de suas vidas”, afirma o médico.

Cirurgia da Mão

No 29° Congresso Brasileiro de Cirurgia da Mão, órgãos ligados ao trabalho, como o INSS e FIESP, discutiram juntamente com médicos a importância do desenvolvimento de políticas que cuidem da prevenção de acidentes no âmbito de trabalho. Renata Rosenfeld Zac, ortopedista do CREB – Centro de Reumatologia e Ortopedia Botafogo, pontua que para problemas como este tenham uma melhor condução foi criada a especialidade de Cirurgia da Mão, que tem, além de conhecimento profundo de anatomia, fisiologia e fisiopatologia, um aprimoramento da técnica cirúrgica.

– O objetivo da Cirurgia da Mão nos traumatismos é recuperar a mão acidentada o mais rápido e o mais perfeito possível para que essas pessoas voltem às suas atividades. A qualidade do primeiro atendimento é de extrema  importância, pois é dele que depende toda a evolução caso. Um socorro mal conduzido gera sequelas graves e, muitas vezes, incapacidade funcional – explica a médica do CREB.